Portal da Justiça Federal da 4ª Região
Seção Judiciária do Rio Grande do Sul
Seção Judiciária de Santa Catarina
Seção Judiciária do Paraná
Intra da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul
M
A+
A
A-

Advogados já cadastrados no eproc da Justiça Federal da 4ª Região têm acesso automático aos processos da TNU

24 de julho de 2017

O eproc – processo judicial eletrônico da Justiça Federal da 4ª Região – está em funcionamento desde a última segunda-feira (17/7) na Turma Nacional de Uniformização (TNU) dos Juizados Especiais Federais (JEFs), e os advogados já cadastrados no sistema têm acesso automático. A gestão do eproc também disponibilizou acesso direto às ações da turma nacional para os advogados cadastrados ao PJe/TNU (Processo Judicial Eletrônico), migrando os dados já informados para o cadastro do eproc.

As medidas foram regulamentadas pela Portaria nº 09/2017 da Corregedoria-Geral do Conselho da Justiça Federal (CJF) , que dispõe sobre a intimação e o cadastramento dos advogados no eproc. Após o recebimento dos autos no novo sistema, as partes e os advogados serão intimados no Diário Oficial da União e/ou no Diário da Justiça Eletrônico da TNU, para ciência de que o processo passa a tramitar no eproc (https://eproctnu.cjf.jus.br).

Desde o dia 17, está suspenso o envio via PJe de processos das Turmas Recursais e Regionais para TNU. A Portaria nº 08/2017 da Corregedoria-Geral do CJF estabelece o cronograma de implantação do eproc na TNU. A partir dessa data, os feitos que tramitavam na TNU, oriundos das cinco regiões, começaram a ser migrados para o sistema eproc, onde serão processados.

O uso do eproc na TNU decorreu de decisão do Corregedor-Geral da Justiça Federal, Ministro Mauro Campbell, após a flexibilização, pela Ministra Cármen Lúcia, quanto ao uso do sistema Processo Judicial Elertônico – PJe, que vinha sendo implantado em todo o Poder Judiciário, de acordo com a Resolução 185 do CNJ.

A implantação do eproc na TNU foi regulamentada por meio de Provimento nº 02/2017 da Corregedoria–Geral do CJF, publicado no Diário da Justiça Eletrônico em 30/6.

Fonte: ACS/TRF4

OUTRAS NOTÍCIAS

Forças Armadas: JFRS decide que União deve estipular casos de dispensa de licenciamento ambiental realizado pelo Ibama
20 de novembro de 2017
A JFRS concedeu 120 dias para que seja editado o decreto que definirá quais atividades militares estão dispensadas de licenciamento ambiental por parte do Ibama. A decisão é da [Leia mais »]


Três semanas após inauguração, unidade da Justiça Federal em Nova Prata (RS) tem primeiro processo sentenciado
17 de novembro de 2017
Um dos primeiros processos ajuizados na Unidade Avançada de Atendimento (UAA) da Justiça Federal em Nova Prata (RS) foi solucionado em menos de três semanas. Em sentença [Leia mais »]


JFRS: Petrobrás violou princípio da administração pública ao batizar área de exploração como “Campo de Lula”
17 de novembro de 2017
A 5ª Vara Federal de Porto Alegre determinou que a Petrobrás altere o nome da área de exploração petrolífera batizada em 2010 de “Campo de Lula”. Segundo o juiz federal [Leia mais »]


JFRS determina que Incra promova o licenciamento ambiental em assentamentos próximos à Bagé (RS)
16 de novembro de 2017
A 1ª Vara Federal de Bagé determinou que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) promova o licenciamento ambiental corretivo dos assentamentos Banhado [Leia mais »]


Programação sobre saúde leva acervo da Santa Casa ao Espaço Expositivo da JFRS
16 de novembro de 2017
O Núcleo de Documentação e Memória da Justiça Federal do RS (JFRS) inicia amanhã (17/11) mais uma etapa do evento Direitos Humanos: uma questão de Justiça”. Com foco no [Leia mais »]


Rua Otavio Francisco Caruso da Rocha, 600 - Bairro Praia de Belas - CEP 90010-395 - Porto Alegre (RS) - PABX (51) 3214 9000