Gestão Documental na JF Passo Fundo (RS) analisa mais de 2 mil processos antigos

A Justiça Federal em Passo Fundo (RS) concluiu esta semana o trabalho de gestão documental em mais de 2.165 processos antigos. A atividade foi realizada em parceria com a Universidade de Passo Fundo (UPF), com quem a instituição possui convênio desde 2013.

Na UPF, os documentos serviram como fonte de pesquisa acadêmico e resultaram em contribuição para uma tese de doutorado, duas dissertações de mestrado e dois trabalhos de conclusão de curso, todos vinculados à faculdade de História. Os processos que não foram avaliadas como de guarda permanente foram encaminhados para eliminação.

Após a publicação de quatro editais de ciência de eliminação de autos judiciais findos, os mais de 1.600 quilos de papel foram encaminhados à cooperativa de trabalhadores de Santa Maria (Cootraempo), para reciclagem.

Imagem interna de um galpão onde o piso está repleto de pilhas de papel, caixas de papel e outros objetos. Sentadas em cadeiras no meio do espaço, cinco pessoas manuseiam os papéis. Uma delas tem uma máscara cirúrgica cobrindo o rosto.

Papel que seria inutilizado se tornou fonte de renda para trabalhadores

Veja mais Notícias

Fazenda do RS é proibida de dissecar animais para dar aulas de anatomia

Um dos passeios oferecidos a alunos de 6ª a 8ª séries era a uma fazenda onde animais eram dissecados e usados em aulas de anatomia. A Justiça Federal acabou com essa prática.

Justiça Federal em Santa Maria (RS) condena paraguaio preso com mais de 100kg de cocaína

A 2ª Vara Federal de Santa Maria condenou um paraguaio por tráfico internacional de drogas. Ele foi preso com mais de 100kg de cocaína enquanto trafegava pela BR-158 no

Justiça Federal do RS condena Corinthians, construtora Odebrecht, Arena Itaquera e ex-presidente da Caixa a devolver R$400 milhões

Um repasse milionário de dinheiro público, captado por uma empresa privada especialmente criada para este fim e com capital social no valor de R$ 1 mil, embasado em garantias