Portal da Justiça Federal da 4ª Região
Seção Judiciária do Rio Grande do Sul
Seção Judiciária de Santa Catarina
Seção Judiciária do Paraná
Intra da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul
M
A+
A
A-

JF Novo Hamburgo (RS) concede indenização a familiares de ex-vereador perseguido pelo governo militar

17 de julho de 2017

A 1ª Vara Federal de Novo Hamburgo (RS) concedeu à viúva e aos filhos de um ex-sindicalista de São Leopoldo o direito a indenização pela perseguição política que ele teria sofrido durante o governo militar. A sentença, do juiz federal Nórton Luís Benites, foi publicada ontem (16/7).

A ação havia sido ajuizada sob a alegação de que o então líder sindical e vereador teria sido preso em diversas ocasiões devido à sua atuação política contrária ao governo. Durante as priões, ele teria sofrido maus tratos que lhe causaram problemas de ordem emocional e sequelas físicas, como tremos nas mãos, úlcera nervosa e dificuldade para dormir. Os fatos também teria afetado negativamente sua família, que teria passado a conviver com medo, vergonha e com a ausência do responsável pelo sustento da casa.

Em novembro de 2012, o magistrado que analisava o caso entendeu que o prazo legal para a reivindicação da indenização já teria se encerrado, ou seja, que a ação estaria prescrita. Ao decidir o recurso interposto pelos autores, entretanto, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) avaliou que a prescrição deveria ser afastada, por se tratar de processo com vistas à preservação da dignidade da pessoa humana.

Para o juiz Nórton Benites, o exame das provas juntadas aos autos não deixou dúvidas quanto à veracidade da narrativa apresentada pelos autores. Segundo explicou, a União, ré no processo, não contestou as alegações de que o ex-vereador teria sido perseguido por suas convicções políticas. A situação, inclusive, teria sido reconhecida pelo governo do Estado do Rio Grande do Sul por meio de decreto que concedeu a ele o direito a ser indenizado.

“Diante de tais depoimentos e do conjunto da prova documental, restam confirmados os atos de perseguição, prisões e tortura praticados contra o falecido , bem como contra a sua família, ora autores da ação, que, igualmente, sofreram danos, como ter a casa invadida abruptamente para levar à força o pai e marido sem saber se voltaria, se seria morto. Inegável que sofreram privações, passaram fome, foram discriminados de forma constante nos anos do regime militar”, complementou. Segundo o magistrado, restou evidente que tanto a integridade física quanto moral de sua esposa e filhos também teriam sido violadas, cabendo a eles o mesmo direito de reparação dos danos sofridos.

Benites julgou procedente a ação e condenou a União ao pagamento de indenização por danos morais no valor de R$ 120 mil à esposa do falecido e no montante de R$ 60 mil para cada um dos seus três filhos. Cabe recurso ao TRF4.

 

OUTRAS NOTÍCIAS

JFRS: servidor público federal adotante pode ter direito a licença de 120 dias, prorrogáveis por mais 60
22 de setembro de 2017
A 1ª Vara Federal de Porto Alegre (RS) reconheceu, na terça-feira (19/9), o direito do servidor público federal, homem, ter licença adoção de 120 dias, prorrogáveis por mais [Leia mais »]


JF de Porto Alegre nega novo pedido para reabrir exposição “Queermuseu”
21 de setembro de 2017
A 8ª Vara Federal de Porto Alegre negou, nesta terça-feira (19/9), mais um pedido de liminar que solicitava a reabertura imediata da exposição “Queermuseu – Cartografias da [Leia mais »]


Mutirão de conciliação: União e proprietários negociam desapropriações para duplicação da BR-116
21 de setembro de 2017
A Justiça Federal do RS realiza, ao longo da próxima semana (25 a 29/9), um mutirão de conciliação envolvendo 63 ações de desapropriação de posse para a duplicação da [Leia mais »]


Conciliadores e Mediadores: troca de experiências marca encontro na Justiça Federal de Novo Hamburgo (RS)
19 de setembro de 2017
O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscon) da Justiça Federal em Novo Hamburgo (RS) promoveu, na sexta-feira (15/9), o III Encontro de Conciliadores e [Leia mais »]


Processos que tratam de fator previdenciário na aposentadoria de professor são sobrestados
19 de setembro de 2017
A 3ª Seção do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), especializada em Direito Previdenciário, admitiu mais dois Incidentes de Resolução de Demandas Repetitivas [Leia mais »]


Rua Otavio Francisco Caruso da Rocha, 600 - Bairro Praia de Belas - CEP 90010-395 - Porto Alegre (RS) - PABX (51) 3214 9000