JFRS: jovem é condenado por falsa denúncia contra advogado

6 de dezembro de 2017

Um jovem foi condenado pela 1ª Vara Federal de Uruguaiana (RS) por apresentar denúncia falsa contra um advogado. A decisão é da juíza federal substituta Aline Teresinha Ludwig Corrêa de Barros e foi proferida na sexta-feira (1/12).

O Ministério Público Federal (MPF) alegou que, utilizando-se de um pseudônimo, o jovem (na época com 20 anos) prestou depoimento junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT) e declarou que o advogado teria lhe oferecido dinheiro para que mentisse em juízo, na condição de testemunha em uma ação trabalhista. O caso ocorreu em julho de 2015.

A falsa denúncia chegou até o MPF através da dona da empresa que respondia ao processo trabalhista. Foi instaurado inquérito policial para apurar o caso, mas, no decorrer das investigações, descobriu-se que a acusação do rapaz era falsa, assim como nome utilizado para prestar a queixa.

Em sua defesa, o réu declarou que, na verdade, foi a empresária quem propôs que, em troca da quitação do financiamento de uma motocicleta, fosse ao MPT e prestasse a falsa denúncia contra o advogado. O jovem admitiu ter aceitado a oferta, porém, na hora de receber a recompensa, a mulher teria dito que se quisesse receber o dinheiro que “ele a colocasse na Justiça”.

Após avaliar os depoimentos e provas trazidos ao processo, a magistrada decidiu julgar a ação procedente. Segundo Aline, “as declarações feitas pelo réu foram espontâneas, estando ausentes quaisquer formas de coação que pudessem ter viciado a vontade deste, não sendo suficiente para afastar a espontaneidade o simples fato de terceira pessoa ter solicitado que o réu prestasse as declarações”.

A juíza condenou o réu a dois anos e quatro meses de reclusão e pagamento de multa. A pena privativa de liberdade foi substituída por prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas e prestação pecuniária. Cabe recurso da decisão ao TRF4.

Veja mais Notícias

TRF4: eproc é o sistema eletrônico preferido do Judiciário Federal, aponta pesquisa do CJF

22 de junho de 2018
O eproc- processo eletrônico desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4)- é o sistema judicial preferido por 78,3% dos usuários do Judiciário Federal. O

Homem flagrado transportando meia tonelada de maconha é condenado pela JF Rio Grande (RS)

20 de junho de 2018
A 2ª Vara Federal de Rio Grande condenou um homem a 11 anos e dez meses de prisão por tráfico internacional de drogas. Ele foi flagrado tentando sair do Brasil com mais de meia

Entidades se reúnem na Justiça Federal do RS para conhecer alternativas de conciliação em meio eletrônico

20 de junho de 2018
  A conciliação em meio eletrônico foi tema de encontro que aconteceu na manhã de hoje (20/6), na sede da Justiça Federal em Porto Alegre. Advocacia-geral da União (AGU),