“Livros Raros e Antigos: Um Olhar sobre a Memória de Influentes Juristas na História do Direito”

Uma cadeira e uma mesa antigas com livros raros em cima; alguns empilhados, outros abertos. E uma máquina de escrever antiga. Ao fundo, um cartaz com texto escrito .

Nenhum período histórico subsiste autonomamente: todo momento presenciado e vivido é a continuidade do tempo passado. Assim, é com grande satisfação que levamos a público esta exposição: um acervo bibliográfico de obras raras e antigas constituído de 26 títulos com obras de mais de 160 anos. A qualidade e importância dos livros e seus autores falam por si: são primeiras edições, ou traduções feitas para os principais idiomas cultos da época, de obras que nortearam o pensamento jurídico universal.

Os livros, a maioria com encadernação original, constituem parte do acervo da Biblioteca da Justiça Federal do RS, que tem a missão de preservar as obras e fornecer acesso as suas informações. Esses livros ilustram o pensamento de intelectuais que disseminaram as primeiras teorias do conhecimento jurídico contemporâneo e demonstram a correlação que tais saberes tinham com a sociedade da época. Obras de renomados juristas dos séculos XIX e XX, como Tristão de Alencar Araripe, Edouard Bonnier, Carl Joseph Anton Mittermayer,Clovis Bevilaqua, Carlos Maximiliano, foram encontradas nesta exposição.

Logotipo do laboratorio de inovacao da JFRS Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2.jfrs.jus.br