Este Portal utiliza a tecnologia de cookies para melhorar sua experiência de navegação.

Para maiores informações, acesse nossa página de Política de Privacidade.

Notícia

JF Rio Grande (RS) promove workshop sobre cidadania e litígio

16 de setembro de 2014 - 16:35

Evento aconteceu no auditório do prédio-sede da JF de Rio Grande

A Direção do Foro e o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscon) da Justiça Federal do Rio Grande (RS) promoveram, no dia 8/9, o workshop “Projeto Conciliação”. A iniciativa, que contou com o apoio da Caixa Econômica Federal, com o objetivo de disseminar a cultura da paz e do diálogo, desestimular condutas que tendem a gerar conflitos e propiciar às partes uma experiência exitosa de conciliação. O encontro aconteceu no auditório da sede local da JF. Participaram do evento advogados, procuradores federais e defensores públicos federais. O gerente regional da Superintendência Extremo Sul da Caixa, Chagler Zandavalli; a gerente do Posto de Atendimento Bancário Simone Reinaldo Lisboa, juízes, servidores e estagiários da subseção de Rio Grande também estiveram presentes. Segundo a supervisora do Cejuscon, servidora Maristela Canary, existe uma preocupação com o grande número de demandas tramitando na subseção envolvendo a instituição bancária. Grande parte desses litígios poderiam ser evitados ou solucionados de forma rápida, eficiente e satisfatória por meio da prática autocompositiva.

Tejada (C) destacou abertura da Caixa para a conciliação

O diretor do Foro da subseção, juiz federal Sérgio Renato Tejada Garcia, louvou a iniciativa da Caixa de aderir espontaneamente ao projeto de conciliação da Justiça Federal. Destacou que a instituição avançou, inclusive, em relação à postura já adotada, ao utilizar o Fórum de Conciliação Virtual na proposição de acordos em casos em que é ré. Para Tejada, o movimento deve resultar em ampliação das possibilidades de conciliação, beneficiando todas as partes envolvidas. O advogado do banco Guilherme Peroni Lampert foi o palestrante e abordou o tema “Cidadania: direito sem litígio”, vencedor do prêmio Innovare no ano de 2012. Em sua fala, Lampert apresentou o projeto implantado na rede de agências, Ouvidoria e Diretoria Jurídica da instituição com foco na compensação extrajudicial. Lampert destacou os benefícios colocados à disposição das partes interessadas em aderir à solução conciliadora. “A CAIXA acredita que a conciliação é o modo mais rápido e efetivo de solução de conflitos. Por isso, busca oferecer, na renegociação de contratos, condições mais vantajosas do que aquelas que podem, eventualmente, ser concedidas pelo Poder Judiciário”, Disse. “Como forma de valorizar o Poder Judiciário e o cliente, acreditamos que estas questões, em especial as que envolvem contratos e demandas indenizatórias, podem ser solucionadas por meio da conciliação extrajudicial, isto é, sem a necessidade de processo judicial. Assim, esperamos contribuir para a redução de processos e, principalmente, atender com excelência nossos clientes”, acrescentou. Ao fim da  explanação, os presentes puderam sanar dúvidas e trocar experiências.  

Outras notícias

Todas as notícias
Logotipo do laboratorio de inovacao da JFRS Logotipo do memorial da JFRS Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2.jfrs.jus.br