Inovatchê

JFRS inaugura espaço destinado à prática da inovação

18 de dezembro de 2019 - 19:02

A Justiça Federal do RS inaugurou, na tarde de hoje (18/12), um espaço destinado às atividades do seu Laboratório de Inovação (Inovatchê). No local, serão utilizadas metodologias de desenvolvimento e gestão de projetos com foco na inovação, como o design thinking e o scrum, em busca soluções para questões complexas vivenciadas pela instituição.

A foto apresenta diversas pessoas em pé olhando para frente
Público presente conheceu o novo espaço

A solenidade foi conduzida pela corregedora-regional da Justiça Federal da 4ª Região, desembargadora federal Luciane Amaral Corrêa Münch, e contou com a presença do ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal José Nery da Silveira; do comandante da 3ª Região Militar, general de Divisão Riyuzo Ikeda; do desembargador federal Ricardo Teixeira do Valle Pereira; do procurador-chefe substituto da Procuradoria Regional da República da 4ª Região, Luiz Carlos Weber; do 3º vice-presidente do Tribunal de Justiça do RS, desembardor Ney Wiedemann Neto; do defensor-chefe substituto da Defensoria Pública da União, Rafael Alvares; do superintendente regional da Receita Federal, Luiz Fernando Lorenzi; da procuradora-chefe da República no RS, Cláudia Vizcaychipi Paim, além de outras autoridades.

Na imagem, o ministro aparece conversando com três mulheres.
Ministro José Nery prestigiu inauguração

A coordenadora do Inovatchê, juíza federal Daniela Tocchetto Cavalheiro, explicou que o Laboratório de Inovação é um local dentro da instituição, mas que permite o desenvolvimento de propostas e testes em formato diferente do habitual, disruptivo, inclusivo e horizontalizado. Segundo a magistrada, trata-se de um ponto de contato com os anseios da sociedade, que passa por mudanças cada vez mais rápidas e significativas, exigindo novas soluções. A ambientação diferenciada do laboratório, conforme relata, permite o “pensar fora da caixa”, ao mesmo tempo em que facilita a condição das  atividades com o uso de métodos científicos.

A foto mostra a juíza Daniela falando ao microfone com parlatório a sua frente
A juíza ressaltou a importância da inovação para enfrentas novas demandas

Cavalheiro mencionou, ainda, dois projetos que contaram com a atuação do Inovatchê: o Justaposição, focado na realocação de servidores; e o Acessibilidade e Inclusão, que formou parceria com outros órgãos localizados no Centro Administrativo Federal. “Nosso desejo é ter um papel multiplicador do empreendedorismo voltado à prestação jurisdicional”, ressaltou.

A foto mostra o diretor do foro falando ao microfone com parlatório a sua frente
Diretor do Foro agradeceu a parabenizou a atuação dos laboratoristas

O diretor do Foro da JFRS, juiz federal Paulo Paim da Silva, elogiou o projeto do espaço e a atuação dos laboratoristas. Ele também declarou que pretende contar com o trabalho da equipe, no próximo ano, na busca por alternativas para contornar a restrição orçamentária vigente e as limitações impostas para a reposição do quadro funcional. “A instituição vai utilizar este espaço para seu fim institucional”, destacou.

A foto mostra a corregedora falando ao microfone com parlatório a sua frente
Corregedora presidiu a solenidade

Encerrando a cerimônia, a desembargadora federal Luciane Amaral Corrêa Münch lembrou o projeto desenvolvido, no início de sua gestão, com o Inovatchê e anunciou nova parceria para o próximo ano. “Nós precisamos pensar em soluções diferentes. O mundo está mudando muito rápido. Para as soluções que precisamos, é necessário ‘pensar fora da caixa’”, encerrou.

Sobre o Inovatchê

Formado em abril deste ano, o Inovatchê é um organismo institucional com foco  na discussão, na reflexão e na proposição de soluções para questões complexas do dia a dia da Justiça Federal. Uso de metodologias ágeis, escuta ativa, foco no ser humano, colaboração e construção coletiva são alguns dos preceitos que regem as atividades realizadas pelos seus integrantes, sejam eles juízes ou servidores, seja por atores externos convidados a contribuir.

Atualmente, integram a equipe treze laboratoristas, que conciliam as atividades no Inovatchê com suas funções nas áreas judiciária e administrativa. Os projetos desenvolvidos até então orbitam temáticas como gestão de pessoas, sustentabilidade, gestão da força de trabalho e acessibilidade e inclusão.

Tópicos relacionados

Outras notícias

Todas as notícias
Logotipo do laboratorio de inovacao da JFRS Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2.jfrs.jus.br