Sustentabilidade

JFRS participa do Encontro Brasileiro da Administração Pública

11 de junho de 2019 - 16:32
Imagem com um fundo de plantas verdes. Em cima delas o texto dentro de uma caixa preta: Fábrica do futuro: fabricante você

A Justiça Federal do RS (JFRS) participou, nos dias 6 e 7/6, do VI Encontro Brasileiro de Administração Pública, em Salvador (BA). A diretora do Foro, juíza federal Daniela Tocchetto Cavalheiro, e a consultora ambiental Fabíola Pecce apresentaram o artigo “Fábrica do Futuro: fabricante você”, que aborda o programa de sustentabilidade em desenvolvimento na instituição. 

A programação deste ano, com o tema “A Administração Pública que o Brasil precisa”, teve nove grupos de trabalho com títulos que abrangiam, por exemplo, Governança e Cooperação Intergovernamental, Gestão de Organizações Públicas e Planejamento e Orçamento Público. A JFRS participou do GT Inovação na Gestão Pública.

Daniela e Fabíola apresentaram o artigo escrito em co-autoria por elas que foi selecionado para o evento. Ele narra a experiência da Justiça Federal gaúcha em desenvolver um programa de sustentabilidade construído de forma horizontal com a participação de juízes e servidores. No início do projeto, no ano passado, os participantes foram divididos em seis eixos que trabalharam no planejamento e agora estão executando as ações programadas.

Duas mulheres ao lado de um telão..
Fabíola (E) e Daniela apresentaram o artigo escrito em co-autoria

O eixo Usos dos Recursos Naturais, por exemplo, colocou o objetivo de tornar os banheiros do prédio-sede em Porto Alegre (RS) mais econômicos por meio da adequação ou troca do sistema de descarga dos vasos sanitários e vazão das torneiras. Já o eixo Compras Sustentáveis está promovendo a erradicação de bombonas de água mineral e de copos plásticas em todos os prédios da instituição no estado com a instalação de bebedouros e filtros purificadores.

Daniela mostrou uma importante conquista para JFRS obtida pelo eixo Construções Sustentáveis. Há alguns anos, a construção de novas sedes é feita por meio de edital para edificação em formato build to suit e locação futura. Agora o termo de referência estabelece características de sustentabilidade, inclusive como critério de julgamento das propostas, que já foram utilizados no recente edital lançado para a nova sede de Santana do Livramento.

A Gestão de Resíduos Sólidos na instituição está implementando a separação detalhada de resíduos, incluindo alguns de difícil reciclagem, como materiais de escrita e eletrônicos. Os materiais serão encaminhados para entidades conveniadas, o que garante o desvio de aterros ou incineração.

A diretora do Foro da JFRS destacou que a construção coletiva empoderou tanto os indivíduos que atuaram no projeto quanto à gestora para validar a implantação das ações planejadas. Ela ainda afirmou que a iniciativa disseminou a cultura da economia de recursos naturais e está criando uma base de dados das transformações empreendidas na instituição.

Tópicos relacionados

Outras notícias

Todas as notícias
Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2.jfrs.jus.br