Este Portal utiliza a tecnologia de cookies para melhorar sua experiência de navegação.

Para maiores informações, acesse nossa página de Política de Privacidade.

Decisão liminar

Justiça Federal determina que Município de Quarai (RS) pague iluminação pública da Ponte Internacional da Concórdia

23 de julho de 2019 - 14:49

A prestação de serviços de iluminação pública dentro dos limites do município compete à Prefeitura, ainda que se trate de rodovia ou outro bem da União ou do Estado. Com este fundamento, a 1ª Vara Federal de Santana do Livramento reconheceu a responsabilidade da Prefeitura de Quarai pelo pagamento da fatura referente à iluminação da Ponte Internacional da Concórdia. A decisão liminar, publicada na sexta-feira (19/7), é do juiz Lademiro Dors Filho.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) ingressou com ação contra o Município narrando que a ponte, localizada na BR 293, na divisa da cidade com Artigas, no Uruguai, é de extrema importância para a população regional e o desenvolvimento local. Alegou que o contrato de fornecimento de energia elétrica que alimenta a ponte vem sendo pago pela autarquia de forma equivocada, já que não tem essa responsabilidade nas obras que constrói. O autor sustentou que a legislação em vigor determina ser atribuição dos municípios a prestação dos serviços de iluminação pública em trechos urbanos de rodovias federais, mas a Prefeitura de Quarai ignora os ofícios encaminhados pelo Dnit para se isentar de sua obrigação.

Ao analisar o caso com a legislação e jurisprudência dominante relativa à matéria, o juiz concluiu, neste momento, ter razão o Dnit. “Assim, o fato de existir um bem ou obra de infra-estrutura, seja da União, seja do Estado, no interior da zona urbana, não exime o município dessa obrigação constitucional. Desse modo, uma rodovia estadual ou federal, ou um bem da União, como praias e terrenos de marinha, ou mesmo uma ponte, caso da hipótese versada nos autos, por exemplo, porque reputados espaços públicos, devem necessariamente ter sua iluminação provida pelo ente local”, destacou.

O magistrado deferiu o pedido reconhecendo a responsabilidade do Município de Quarai pelo pagamento das faturas de conta de luz da Ponte Internacional de Concórdia. Ele determinou ainda que a concessionária operacionalize a troca de titularidade para solucionar a situação formalmente. A decisão é em caráter liminar e o mérito ainda será julgado. Cabe recurso ao TRF4.

PROCEDIMENTO COMUM Nº 5000715-63.2019.4.04.7106/RS

Tópicos relacionados

Outras notícias

Todas as notícias
Logotipo do laboratorio de inovacao da JFRS Logotipo do memorial da JFRS Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2.jfrs.jus.br