Notícia

Palestra debate a orientação sexual e a identidade de gênero como fator de discriminação no trabalho

15 de setembro de 2016 - 18:14
Palestrante discutiu

Evento aconteceu no auditório do prédio-sede da instituição em Porto Alegre

A Justiça Federal do Rio Grande do Sul promoveu, ontem (15/9), a palestra “Orientação Sexual e Identidade de Gênero como fator de discriminação no ambienta de trabalho”. A servidora Ana Naiara Saupe, do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4) conduziu a explanação da temática no auditório da instituição em Porto Alegre. Ela é militante do movimento LGBT e do feminista, além de ser fundadora do Fórum em Defesa das Liberdades Laicas e do Conselho Municipal das Liberdades Religiosas. Ana Naiara apresentou aspectos envolvendo a situação jurídica de LGBTs no Brasil e os fatores que levam à discriminação no ambiente de trabalho. Ela mostrou a atuação das justiças federal e do trabalho na garantia de direitos frente a ausência de regulamentação legislativa. Citou, com exemplos, o reconhecimento da união entre pessoas do mesmo sexo, inclusão de parceiros homoafetivos em planos de saúde e no recebimento de pensão por morte. Para a servidora, há uma resistência para que não haja leis explícitas em relação aos direitos dos homossexuais para que o avanço só se dê a partir do entendimento de quem julga os processos. A militante também pontuou a importância de se trabalhar dentro das instituições públicas o uso do nome social e da identidade de gênero. A palestra integra o eixo “Direitos Humanos, Orientação Sexual e Identidade de Gênero: a homossexualidade e as demandas envolvendo transexualidade na Justiça Federal”, que está inserido entre os eixos temáticos abordados pelo Memorial da JFRS no biênio 2016-2017, sob o escopo Direitos Humanos, uma Questão de Justiça.

Outras notícias

Todas as notícias
Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2.jfrs.jus.br