Notícia

Projeto Portas para o Futuro da JFRS concorre ao Prêmio Innovare

16 de maio de 2019 - 11:08
selo portas futuro letreiro com porta colorida estilizada

Preparação e inserção de jovem vindo de acolhimento institucional no mercado de trabalho. Este é o foco do Projeto Portas para o Futuro, idealizado pela Justiça Federal do RS (JFRS) em parceria com o Ministério Público Estadual do RS (MPRS), que concorre à 16ª edição do Prêmio Innovare. A premiação é uma das mais tradicionais no país e destaca iniciativas que contribuem para o bem público e o aprimoramento da Justiça.

Na tarde de ontem (15/5), o advogado Marcelo Lima Bertuol, avaliador do Innovare, visitou a sede da JFRS na capital para conhecer o projeto. Ele foi recebido pela diretora do Foro da JFRS, juíza federal Daniela Tocchetto Cavalheiro, pela promotora de Justiça da Infância e da Juventude Cinara Vianna Dutra Braga, pela diretora do Núcleo de Acompanhamento e Desenvolvimento Humano da JFRS, Carolina Mousquer Lima, e pela assessora Rosaura Klein Hoerlle Borges.

ao redor de uma mesa retangular, estão sentados uma homem e uma mulher de um lado e de outro duas mulheres. a juíza senta na ponta da mesa
A visita do consultor do Innovare iniciou na Direção do Foro da JFRS

Daniela e Cinara destacaram a junção de forças de duas instituições para tentar promover a mudança de realidade social, já que os jovens, ao completar 18 anos, saem do acolhimento institucional e precisam ter recursos para viver. A iniciativa, segunda elas, de inscrição no prêmio é para divulgar a iniciativa para que outras entidades, públicas ou privadas, também abram suas portas para proporcionar uma oportunidade de primeiro trabalho a esses adolescentes.

Atualmente, 13 jovens atuam, em Porto Alegre, em unidades administrativas e judiciárias. Bertuol pode conhecer os locais de trabalho e conversar com eles. O projeto está em fase de expansão para as sedes da Justiça Federal no interior do Estado, assim a administração já está em contato com o Banrisul para preencher as 30 vagas solicitadas.

na foto, aparecem diversas estações de trabalho. em uma delas, um homem está em pé observando um jovem no computador. aparece atrás uma mulher sorrindo
Consultor observa jovem aprendiz trabalhando

O projeto

Através de um convênio firmado com Banrisul, CIEE e MPRS, a JFRS contrata adolescentes aprendizes entre 14 e 18 anos, oriundos de casas de acolhimento, como casas lar e abrigos temporários. Eles têm jornada de 16 horas semanais, dividida em quatro dias da semana, e participam de cursos no CIEE uma vez por semana.

Dentro do projeto, os jovens aprendizes recebem remuneração no valor de meio salário-mínimo regional, pago pelo Banrisul. O prazo de contratação é de 24 meses.

Tópicos relacionados

Outras notícias

Todas as notícias
Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2.jfrs.jus.br