Este Portal utiliza a tecnologia de cookies para melhorar sua experiência de navegação.

Para maiores informações, acesse nossa página de Política de Privacidade.

Resolução pacífica de litígios

Semana Nacional da Conciliação começa na próxima segunda-feira (4/11)

30 de outubro de 2019 - 11:40

A XIV Semana Nacional de Conciliação começa na próxima segunda-feira (4/11). O evento, realizado anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em conjunto com os tribunais do país, tem por objetivo estimular a resolução de processos judiciais por meio de acordos. 

Com o slogan “Conciliação: todo dia perto de você”, o CNJ divulga que o método de solução de conflitos está disponível na rotina do Judiciário como alternativa para as partes resolverem seus litígios por meio de acordos de forma rápida e efetiva. Para este ano, os Centros Judiciais de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscons) e a varas da Justiça Federal do RS (JFRS) já selecionaram as ações com possibilidade para conciliar.

A abertura oficial do evento acontecerá na sede da instituição em Porto Alegre às 13h. Em seguida, iniciam as conciliações, que ocorrem até sexta-feira (8/11). Na capital, 152 processos envolvendo indenizações, créditos comerciais e financiamentos habitacionais vão passar pelas rodadas de negociações.

Em Novo Hamburgo, na segunda-feira (4/11), haverá as tratativas envolvendo as demandas da comunidade indígena de São Leopoldo e de questões relativas ao Museu de Arqueologia do RS (Marsul), localizado em Taquara. Nos próximos dias, o Cejuscon local promoverá negociações em ações ajuizadas contra a Caixa Econômica Federal com pedidos indenizatórios, sobre o Fundo de Arrendamento Residencial e Programa Minha Casa Minha Vida. 

Além das reuniões presenciais, o Fórum de Conciliação Virtual é opção para os processos envolvendo perdas de rendimento das cadernetas de poupança em função dos planos econômicos Verão, Bresser e Collor II. Nesses casos, as partes poderão fazer acordo online com a Caixa Econômica Federal. 

Também serão realizadas conciliações na fase pré-processual, quando a Justiça atua preventivamente, tentando evitar que problemas passíveis de negociação se tornem ações judiciais.  Nesses casos, a iniciativa é do cidadão, que pode procurar a Justiça propondo uma negociação. O órgão de conciliação então faz um convite à outra parte e tenta construir um acordo. 

Com informações da ACS/TRF4

Tópicos relacionados

Outras notícias

Todas as notícias
Logotipo do laboratorio de inovacao da JFRS Logotipo do memorial da JFRS Logotipo do projeto Portas para o Futuro

Aplicativos Eproc

Loja Google Play Loja App Store
www2.jfrs.jus.br