Novos dirigentes da Justiça Federal gaúcha tomam posse na quinta-feira (29/6)

Tomam posse na próxima quinta-feira (29/6) os novos dirigentes da Justiça Federal gaúcha. Os juízes federais Daniela Tocchetto Cavalheiro e Fernando Zandoná assumem, respectivamente, os cargos de diretora e vice-diretor do Foro da Seção Judiciária do RS para o biênio 2017-2019. A cerimônia contará com a participação do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz , entre outras autoridades.

O evento de posse é aberto ao público e acontece a partir das 11h, no auditório do edifício-sede da Subseção Judiciária de Porto Alegre.

Os novos dirigentes –

Daniela Tocchetto Cavalheiro – natural de Caxias do Sul (RS), a juíza federal Daniela Tocchetto Cavalheiro tem 42 anos. Formou-se na Pontifícia Universidade Católica do Estado do Rio Grande do Sul – PUC/RS em 1997. Exerceu a advocacia de 1997 até janeiro de 2000, quando ingressou na magistratura federal, tendo atuado na Subseção de Porto Alegre como juíza substituta. Em março de 2004, foi promovida para o cargo de juíza federal, tendo atuado nas Subseções de Chapecó, Laguna e Porto Alegre. Atualmente é membro da 3ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul. Atuou como Coordenadora Regional dos Juizados Especiais Federais da 4ª Região no período 2014/ 2017.

Fernando Zandoná – natural de Guaraniaçu (PR), o juiz federal Fernando Zandoná tem 42 anos. Formou-se na Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul em 1997. Exerceu a advocacia de 1997 até janeiro de 2000, quando ingressou na magistratura federal, tendo atuado nas Subseções de Novo Hamburgo e Porto Alegre como juiz substituto. Em março de 2004, foi promovido para o cargo de juiz federal, tendo atuado nas Subseções de Lages, Florianópolis, Passo Fundo e Porto Alegre. Atualmente preside a 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul, integra a Turma Regional de Uniformização (TRU) e atua como juiz auxiliar junto à Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais (TNU). Atuou como Coordenador dos Juizados Especiais Federais da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul no biênio de 2015/2017 e como Ouvidor da Seção Judiciária do Rio Grande do Sul de 2012 a 2017. Foi membro do Conselho Executivo/Diretoria da Associação dos Juízes Federais do Rio Grande do Sul (AJUFERGS) nas gestões de 2001/2002, de 2002/2004, de 2010/2012 e de 2012/2014.

Quem se despede –

No último biênio, os juízes federais Eduardo Tonetto Picarelli e Marciane Bonzanini ocuparam os cargos de diretor e vice-diretora da SJRS, respectivamente. A gestão foi marcada pela aproximação com a comunidade por meio da ampliação do número de unidades avançadas de atendimento e por investimentos na melhoria das instalações físicas da instituição. Também merecem nota a criação dos projetos estratégicos Justiça Inclusiva, criado para melhor atender às repetidas demandas judiciais ajuizadas por dependentes químicos; e Justiça restaurativa, com foco na ressocialização de apenados por meio da tomada de consciência a respeito das consequências dos crimes por eles praticados.

Serviço:
Data: 29 de junho de 2017
Horário: 11h
Local: Auditório da Subseção Judiciária de Porto Alegre – Rua Otávio Francisco Caruso Rocha, 600 Bairro Praia de Belas, Porto Alegre.

Veja mais Notícias

JFRS condena professor que integrava rede internacional de produção e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil

A 2ª Vara Federal de Santa Maria (RS) condenou um professor que integrava uma organização internacional de produção e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil no

Justiça Federal condena Grêmio Esportivo Bagé por falta de profissionais habilitados em Educação Física

A 1ª Vara Federal de Bagé (RS) determinou que o Grêmio Esportivo Bagé cesse imediatamente a execução das atividades privativas de profissionais de Educação Física por

JFRS determina que União realize licenciamento ambiental do Hospital Militar de Porto Alegre

A Justiça Federal em Porto Alegre (RS) determinou, no dia 11/2, que a União realize o licenciamento ambiental do Hospital Militar do município (HMAPA), que deverá ser feito