Operação Suçuarana: JF de Porto Alegre condena onze pessoas por tráfico internacional de drogas

17 de julho de 2015
Mais de uma tonelada de cocaína teria sido levada por transportadora

Mais de uma tonelada de cocaína teria sido transportada em caminhões

A 7ª Vara Federal de Porto Alegre condenou ontem (16/7) onze acusados de envolvimento no tráfico internacional de drogas. A ação penal é derivada da Operação Suçuarana, realizada no ano passado e que contou com a participação de cerca de 150 policiais federais no cumprimento de mandados de prisão e busca no Rio Grande do Sul e em Mato Grosso do Sul. As penas impostas pelo juiz federal José Paulo Baltazar Júnior variam entre três e 15 anos de reclusão. O andamento processual teve duração de oito meses.

A denúncia pelos crimes de organização criminosa, tráfico e associação para o tráfico havia sido oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) em 2014 e foi recebida em dezembro contra 14 homens e três mulheres. Posteriormente, houve a cisão do processo, já que alguns denunciados estariam presos e outros não teriam sido localizados ou estariam foragidos.

Segundo o autor, o bando seria responsável por abastecer o mercado nacional com cocaína de origem andina. O esquema consistia em levar a mercadoria da Bolívia até o Paraguai de avião, de onde seria atravessada para o Brasil via terrestre até Ponta Porã (MS). No local, existia um laboratório de refino. Depois de embalado, o entorpecente seria transportado para Dourados, de onde seguia por meio rodoviário para os estados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A droga era conduzida por uma empresa transportadora, em caminhões com fundos falsos e especialmente preparados para essa finalidade.

Ainda conforme o MPF, a organização estaria dividida em três núcleos. O primeiro seria composto por um homem, sua esposa e seu cunhado, e teria como base o município de Gravataí. Na região de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero (PY), atuariam um homem e uma mulher. Já o terceiro grupo seria comandado por um brasileiro preso na cidade paraguaia de Assunção, de onde coordenaria o esquema de transporte e estoque do produto em fazendas paraguaias para posterior revenda a traficantes brasileiros. As acusações teriam sido corroboradas por nove flagrantes realizados, três dos quais nas cidades gaúchas de Capivari do Sul, Soledade e Torres, onde teriam sido apreendidos 250 kg de cocaína. No total, mais de uma tonelada da substância teria sido apreendida com membros da quadrilha.

Após analisar as provas anexadas aos autos – incluindo depoimentos, interrogatórios e interceptações telefônicas e de dados – o magistrado entendeu que estaria esclarecida a participação de cada um dos réus na prática delituosa. Onze investigados foram condenados por crimes associados ao tráfico internacional de drogas, recebendo penas que vão de 3 anos, 11 meses e 25 dias de reclusão a 15 anos, 3 meses e 5 dias de reclusão. Baltazar decretou, ainda, o perdimento em favor da União de R$ 141.865,56, sete imóveis e 57 veículos.

Todos os réus podem apelar da decisão, mas sete deles permanecerão presos provisoriamente.

Veja mais Notícias

Programa de Penas Alternativas: entidades da região de Novo Hamburgo (RS) podem enviar projetos e concorrer a recursos

13 de julho de 2018
A 5ª Vara Federal de Novo Hamburgo está com inscrições abertas para o Programa de Penas Alternativas. A iniciativa visa a beneficiar projetos de relevância social através da

Justiça Federal em Porto Alegre (RS) condena três jovens pelo crime de moeda falsa

12 de julho de 2018
A 22ª Vara Federal de Porto Alegre condenou três homens pelo crime de moeda falsa. Eles foram flagrados tentando colocar em circulação no comércio duas cédulas falsificadas

Operação Suçuarana: JFRS condena Jarvis Pavão e outro homem por tráfico internacional de drogas

10 de julho de 2018
A 7ª Vara Federal de Porto Alegre (RS) condenou Jarvis Pavão e outro homem por tráfico internacional de drogas a penas de reclusão de 13 anos e 6 seis meses e 11 anos e cinco