Portal da JFRS está mais responsivo e acessível

7 de fevereiro de 2018

A Justiça Federal do RS implementou recentemente uma série de melhorias em seu portal. Um dos objetivos da mudança, que se reflete no visual das páginas, é facilitar o acesso aos conteúdos por meio de dispositivos móveis. Outra meta buscada é o atendimento às normas de acessibilidade previstas nas leis brasileiras e nas Diretrizes Internacionais de Acessibilidade para Conteúdo Web (WCAG 2.0).

Muitas das ações que resultaram no cumprimento dos quesitos de acessibilidade foram realizadas na programação do portal, com vistas a facilitar o uso das ferramentas e serviços disponíveis por pessoas com deficiência. Além delas, alteração dos tamanhos e cores de fontes textuais, reformatação de menus e indexação e descrição das imagens, entre outras medidas, foram adotadas, melhorando a experiência de uso para cegos e pessoas com baixa visão em especial.

Já as modificações de espaço e distribuição das áreas de conteúdo tornaram o portal responsivo às dimensões da tela utilizada por cada usuário. Isto significa que o sítio identifica a largura e resolução de tela do aparelho que o está acessando e organiza os elementos visuais de modo a se adaptar, sem distorções. Atualmente, cerca de 25% das pessoas que entram nas páginas da JFRS na Internet utilizam dispositivos móveis, como celular e tablet. Para estes usuários, a experiência de uso se tornou tão agradável quanto para os que utilizam computadores.

O principal serviço do portal, a consulta processual, também foi reformulado para ser responsivo, assim como o novo sistema de inscrição de estágios. A visualização das notícias e avisos também foi melhorada com o intuito de abarcar os dispositivos móveis, enquanto os menus foram adaptados para aumentar a compatibilidade com diferentes sistemas.

Veja mais Notícias

UAA da Justiça Federal em Montenegro (RS) não terá expediente em 25/5

23 de maio de 2018
A Direção do Foro da SJRS determinou que não haverá expediente no dia 25/5 na Unidade Avançada de Atendimento (UAA) da Justiça Federal em Montenegro (RS). A medida decorre

Crimes de ciberpornografia são os mais desafiadores, afirma pesquisadora em seminário sobre Justiça Restaurativa na JFRS

22 de maio de 2018
A aplicação das práticas restaurativas em casos de crimes cibernéticos, em especial os relacionados a ciberpornografia, foi o centro do seminário conduzido na tarde de ontem

Justiça Federal em Santa Maria (RS) condena dois homens por contrabando de medicamentos

22 de maio de 2018
A 2ª Vara Federal de Santa Maria condenou um advogado e um corretor de imóveis a dois anos de reclusão por contrabando de medicamentos. A sentença é do juiz federal Jorge Luiz